Brazil Machinery Solutions

Novas tarifas britânicas abrem oportunidades para o setor de máquinas e equipamentos




17 - setembro - 2020

Fabricantes de motores elétricos terão redução de tarifas para exportação ao Reino Unido

A saída do Reino Unido da União Europeia (UE) trará novas tarifas de importação ao país a partir de janeiro de 2021. O novo perfil tarifário é parte do UK Global Tariff, aplicado aos parceiros comerciais que não detêm acordos preferenciais com o país britânico, caso do Brasil. Entre os produtos brasileiros exportados que serão beneficiados pela nova tarifa estão os motores elétricos. 

Segundo o estudo que foi conduzido por analistas da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), o setor de materiais elétricos e eletrônicos será um dos beneficiados pelas mudanças tarifárias. A indústria de couro e calçados e a química também serão contempladas. Neste momento inicial, a pesquisa focou no primeiro setor citado. Os produtos brasileiros que ganham destaque são os motores elétricos polifásicos de corrente alternada. 

O Brasil exporta motores de uma ampla faixa de potência ao Reino Unido. Em 2019, estas exportações — que abrangem motores de 750 W à 75 kW de potência — somaram U$17,69 milhões de dólares. O mercado britânico absorveu, neste mesmo ano, U$233,2 milhões de dólares em máquinas deste segmento. A partir de 2021, com a UK Global Tariff, todas as linhas tarifárias desses produtos terão os impostos de importação zerados no Reino Unido. Para os países que compõem a UE este imposto é de 2,7%.

Ferramentas de inteligência de mercado

A pesquisa compara os dados tarifários da UK Global Tariff com as tarifas praticadas pela UE, além de levar em consideração a planilha do Mapa de Oportunidades para o Reino Unido da Apex-Brasil. 
O empresário brasileiro ainda tem à mão uma série de painéis disponibilizados pela Gerência de Inteligência de Mercado da Apex-Brasil para identificar as melhores oportunidades para os seus produtos. O Mapa de Oportunidades é uma dessas ferramentas de auxílio para as Exportações Brasileiras. Nele é possível pesquisar pelos dados de comércio de produtos detalhados pelo SH6: composto pelos 6 primeiro dígitos do código de cada empresa, utilizado para designar as mercadorias que circulam no Brasil e nos demais países que fazem parte do Mercosul, o NCM (Nomenclatura Comum Mercosul). Com essa informação ou a palavra-chave que leve ao produto de interesse é possível classificar as oportunidades existentes em diversos mercados.