Brazil Machinery Solutions

Brazil Machinery Solutions lança estudo de mercado sobre setor de processamento de proteína animal nos EUA




20 - maio - 2020

O material contempla as categorias de processamento de proteína, criação de animais, embalagem de proteína e tratamento de ovos

O Programa Brazil Machinery Solutions — parceria entre a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ) — lança estudo exclusivo sobre “Máquinas e equipamentos para processamento de proteína animal e tratamento avícola” no mercado norte-americano. 

Os Estados Unidos são o segundo maior consumidor de carne do mundo, ficando atrás somente da China. O estadunidense tem preferência pela carne de aves, que representa 49% do volume de carnes frescas consumidas no país, seguida da bovina (32%) e suína (18%).

No ano de 2018, o mercado norte-americano de máquinas e equipamentos para proteína animal movimentou 8 bilhões de dólares. As importações norte-americanas representam 3,7 bilhões de dólares e majoritariamente são de países desenvolvidos. Nesse ranking, o Brasil ocupa a 19ª colocação.

Em suas mais de 140 páginas, o estudo apresenta a estrutura do setor de processamento de proteína animal nos Estados Unidos, trazendo ampla variedade de informações aos empresários sobre as categorias: processamento de proteína, criação de animais, embalagem de proteína e tratamento de ovos. O material detalha aspectos do ambiente mercadológico do setor, incluindo informações demográficas, dados econômicos e aspectos logísticos. 

No documento, o capítulo sobre comércio internacional apresenta as importações e exportações dos Estados Unidos, além de dados sobre produção e consumo local. Em seguida, são apresentados aspectos mais qualitativos, com análises e oportunidades de mercado e, por último, as leis e regulamentações ganham um recorte específico abordando acordos comerciais e barreiras de acesso ao mercado.

Concorrência e preço

Entre os destaques do estudo, o capítulo de concorrência e preço lista as principais multinacionais atuantes em cada categoria, identifica os principais modelos e marcas dos equipamentos importados e analisa o ambiente de precificação dos produtos no mercado americano. 

Oportunidades e desafios

Um ponto de destaque é a necessidade de as empresas brasileiras buscarem parcerias locais para potencializarem o acesso ao mercado norte-americano. São mencionadas as alianças com revendedores e distribuidores, além de governo e associações. 

De acordo com o estudo, o mercado americano está repleto de oportunidades para empresas capazes de oferecer soluções inovadoras e a possibilidade de customização de seus equipamentos. 

Por isso, iniciativas que aumentam a capacidade produtiva e asseguram as condições elevadas de higiene, além de  proteína de boa qualidade, produtos frescos e gestão eficiente da cadeia são bem-vistas pelo mercado, principalmente nos setores de processamento de proteína, embalagem e tratamento de ovos. No caso da criação de animais, qualidade e preço desempenham um papel essencial.

O material está disponível para todas as empresas participantes do BMS. O documento foi elaborado em
parceria com a Euromonitor, uma das principais empresas globais de pesquisa de mercado. Para receber o material, basta enviar uma solicitação por e-mail para
rayane.silva@abimaq.org.br