f

Plastimagem: setor registra mais de US$ 22 milhões

Plastimagem: setor registra mais de US$ 22 milhões
18 - Abril - 2019

Doze fabricantes brasileiras de máquinas e equipamentos voltados para a indústria transformadora do plástico participaram da 22ª edição da Plastimagen, a maior feira internacional do setor realizada no México. No Pavilhão Brasil, montado na Plastimagen 2019, que ocorreu de 02 a 05 de abril, foram registrados negócios na ordem US$ 22.33 milhões, entre vendas fechadas durante o evento e prospecções para os doze meses seguintes, com importadores da Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras e México. 

Esse resultado representa um crescimento de 27% em comparação aos negócios realizados na edição anterior do evento, ocorrida em 2017, quando as empresas brasileiras registraram US$ 14.1 milhões, entre negócios fechados e futuros. A presença brasileira no evento foi organizada pelo Programa Brazil machinery Solutions.

As exportações do setor de máquinas e acessórios para a indústria transformadora do plástico atingiram, em 2018, US$ 45.3 milhões. “Os cinco principais importadores desses produtos no período foram EUA, Argentina, Paraguai, Peru e México. Esses cinco países registraram US$ 28 milhões em compras desses produtos, sendo responsáveis, no ano passado, por 61% das exportações brasileiras desse segmento”, destaca a diretora.

De acordo com a diretora executiva de Mercado Externo da ABIMAQ e gerente do Programa BMS, Patrícia Gomes,máquinas e equipamentos para a indústria plástica é um dos mais fortes segmentos representados pelo Programa BMS. “É uma das cinco principais verticais para as quais realizamos nossas ações de promoção comercial”. Em 2018, o Programa organizou a presença de fabricantes brasileiras do setor para três feiras internacionais: a Expoplast, no Peru, a Argenplas, na Argentina, e a Colombiaplast, na Colômbia. “Este ano, já realizamos, além da Plastimagen, o Projeto Imagem na Plástico Brasil, em março. Para o segundo semestre, teremos a Envase Expo, em setembro, na Argentina, e a Andina Pack, em novembro, na Colômbia”, ressalta.

Os mercados americano, mexicano e da América Latina tem sido foco dos exportadores brasileiros. A Mecalor, por exemplo, que há 60 anos no mercado fornece soluções de engenharia térmica para a indústria transformadora do plástico, inaugura em maio deste ano a primeira filial fora do Brasil. A Mecalor México ficará instalada no Parque Industrial Querétaro, a 180 km da Cidade do México. Inicialmente, segundo a empresa, a estratégia é vender de forma direta no mercado mexicano os equipamentos fabricados o Brasil. “Nossas exportações cresceram muito nos últimos anos e o México é o país que mais compra. Por isso, decidimos abrir uma empresa lá para atuarmos diretamente na comercialização dos nossos equipamentos”, explica o CEO da empresa, János Szegö. “O foco da Mecalor México é atender ao mercado interno, mas utilizaremos também como hubpara países da América Central e Estados Unidos, pela sua proximidade geográfica”, completa o executivo.

Empresas que estiveram com o Programa BMS na Plastimagen 2019

  • A.Carnevalli & Cia Ltda
  • Branqs Automação Ltda.-Epp
  • Corona Brasil Ind. Com. e Representações Ltda
  • Eletrothermo Comércio e Indústria Ltda
  • Kromia Labell Press Ind. Com. e Man. Máq. Gráficas Ltda 
  • Máquinas Ferdinand Vaders S/A
  • Mecalor Soluções em Engenharia Térmica Ltda
  • Mega Steel Indústria Mecânica Eireli
  • Pavan Zanetti Indústria Metalúrgica Ltda
  • Polimáquinas Indústria E Comércio Ltda
  • Rulli Standard Indústria e Com.De Máquinas Ltda
  • Walmak Indústria de Máquinas Ltd